DEPOIMENTOS

Os pacientes e informações descritas abaixo, servem como
exemplos e não refletem os dados reais de pacientes.

Conheça diferentes perfis de usuários do Accu-Chek Connect, identifique-se e entenda como o sistema de
gerenciamento do diabetes pode atender a diferentes necessidades.

Conectado para melhores decisões.

Marcelo

Diabetes tipo 1:
Estudante de faculdade

Aos 18 anos, Marcelo está se preparando para terminar o ensino médio e ingressar na faculdade de arquitetura. Infelizmente, ele não faz os testes de glicemia com a frequência necessária e não está administrando corretamente a quantidade de insulina, muitas vezes pulando os bolus de refeição. Como resultado, sua HbA1c está acima de 12.

Os pais e a médica do Marcelo estão preocupados de ele assumir a responsabilidade do seu tratamento sem a supervisão deles. Como ele percebeu que negligenciar o controle do diabetes poderia impedi-lo de se tornar um arquiteto, ele concordou em fazer um curso de reciclagem em Contagem de Carboidratos e levar a sério o seu tratamento com múltiplas doses de insulina.

A média da glicemia ficou fora do padrão desejado.

Média de glicemia: 307

Glicemia elevada
após refeição

Alta taxa de glicose no sangue

Como a maioria dos adolescentes, Marcelo curti muito novas tecnologias, e com a tecnologia Bluetooth seu tratamento ficou perfeito. Ele usa o Accu-Chek Connect para:

> Enviar automaticamente os resultados de glicemia do seu monitor Accu-Chek Performa Connect para o aplicativo
Accu-Chek Connect em seu Smartphone.

> Mensagens de texto para sua mãe para que juntos possam tentar reverter os resultados fora da faixa alvo

> Adicionar comentários e até mesmo fotos de refeições para ter mais informação para seus resultados de teste de glicemia

> Cálculo de bolus para as refeições com base nos carboidratos e resultados de glicemia

> Sincronizar todos os seus resultados de glicemia na nuvem, facilitando a visualização de relatórios

> Compartilhar relatórios com seu médico onde e quando ele precisar

Marcelo está muito mais empenhado na gestão do seu diabetes, e está se esforçando para contar os carboidratos e aplicar doses adequadas de insulina antes das refeições. Está medindo a glicemia com mais frequência, consequentemente, está tendo resultados para tomar melhores decisões sobre o seu tratamento. Não apresentou mais a visão embaçada como das outras vezes, assim sentindo-se mais seguro sobre o seu futuro.

Marcelo já está vendo melhorias no controle de sua glicemia, graças à contagem de carboidratos e a administração de bolus muito mais preciso.

Média de bG: 307
Média de bG: 196

Glicemia após refeição

Alta taxa de glicose no sangue